26.6.17



Uma das ferramentas mais utilizadas por marcas, produtos e serviços é o Marketing Sensorial. Através dele podemos criar um elo emocional com nossos consumidores, implementando estratégias para conquistar cada vez mais pacientes.






Você deve estar se perguntando: Na prática, o que é Marketing Sensorial?

Bom, você já deve ter sentido um cheiro que te fez lembrar determinada loja de roupas? Um gosto que te remeteu a algo específico? Ou uma cor que te fez pensar em determinada marca?
Todas essas lembranças são fruto de estratégias ligadas ao Marketing Sensorial. Nele, utilizamos os sentidos humanos para a construção de um relacionamento entre as pessoas e o ambiente, a construção de lembranças e o despertar de sensações, de forma que, sempre que o consumidor tiver contato novamente com aquele estímulo, lembrará de você, da sua marca, produto ou serviço.

Os estímulos podem partir de diversas fontes tendo como objetivo principal a excitação dos cinco sentidos do paciente: tato, olfato, visão, paladar e audição. Mas lembre-se, esse estímulo deve ser único, caso queira que ele fixe você na memória.

Agora, caso você esteja se perguntando qual a importância disso para minha clínica, vou te explicar. Seus pacientes não buscam apenas por um atendimento médico de qualidade, eles querem algo mais. Eles procuram por bem-estar, tranquilidade, segurança e confiança.

Através desses estímulos emocionais ele pode se sentir mais seguro, confortável e tranquilo em sua clínica. Pode parecer trivial, mas esses estímulos gerados por objetos, cores, aromas e sons do ambiente aumentarão as chances da fidelização de um paciente. Fidelização essa que sabemos sair muito mais barata do que a conquista de um novo.

Como aplicar tudo isso em minha clínica?

Crie um ambiente que possa ser explorado logo na recepção ou na sala onde ele irá esperar até ser atendido. Coloque elementos com tons neutros, pois ao ir a clínica, muitas vezes o paciente está desconfortável ou ansioso. Traga serenidade ao ambiente.

Na sala de espera deixe revistas atualizadas para que seu paciente leia; uma televisão em volume adequado; som ambiente e etc. Ofereça distrações para ele enquanto a consulta não chega.

A Identidade Visual da clínica também merece sua atenção. Normalmente essa é a forma de primeiro contato do paciente com sua clínica, por isso faça com que a mesma transpareça tudo o que ele irá encontrar quando for a sua clínica. Crie uma relação sensorial com ele.

Em todos os ambientes, lembre-se de manter a organização e limpeza. O paciente normalmente associa a aparência com a qualidade de seu atendimento.

Oferecer itens que geram conforto ao paciente também é de grande valor, como: água, um café, bolachas, wi-fi e até um banheiro de fácil acesso.

Lembre-se de possuir uma clínica bem iluminada e arejada. Uma luz queimada ou mal conectada também causa má impressão.

O Cheiro é muito importante, mas cuidado para não exagerar. Crie uma essência para sua clínica, a qual o paciente lembre de você sempre que sentir aquele perfume. Mas cuidado com exageros, cheiros muito forte podem incomodar seu paciente ao ponto dele nunca mais querer retornar.

Dica principal: Apesar da seriedade não deixe seu ambiente demonstrar frieza. As pessoas gostam de se relacionar com as outras, por isso coloque detalhes que possam aproximar o paciente de você, que possa gerar um diálogo, como por exemplo, quadros, esculturas, arranjos de flores.

Planejar a experiência do seu paciente durante uma visita a sua clínica faz toda a diferença.